quarta-feira, 17 de outubro de 2012

BRASIL – ONÇA OBSERVA FRANKENSTEIN

Trazendo reféns a presidente Dilma e seu candidato a prefeito de São Paulo. Ambos acometidos da Síndrome de Estocolmo. Ou seja, o governo é guiado por marketeiros políticos cegos tomando rumo oposto ao da sociedade, ora orientada por cautelosos patriotas visionários.
Na postagem anterior escolhemos a Águia para representar patriotas norte-americanos que acordaram e recebem ajuda dos povos unidos da Terra. Para o Brasil, escolhemos a Onça Pintada, lutando bravamente contra a extinção provocada pelo capitalismo predador ambiental. Ao procurarmos imagem da onça com Dr. Google, nosso aliado. Este ofereceu várias opções, entre elas, bandeira brasileira das Eleições Municipais de 2012. Dentro deste link encontramos o primeiro visionário para iniciarmos nossa análise. Acompanhe-nos nesta emocionante aventura onde a mitologia “coincidentemente” interage com a realidade!
O Eleitor Aprendeu. O político Não!
O eleitor deu uma surra nos candidatos, nos institutos de pesquisa, nos marketeiros e nos cabos eleitorais nas eleições municipais de 2012. Mesmo em Mato Grosso, onde o eleitor é mais acomodado, seguiu-se a tendência nacional. Em Cuiabá, vingaram as duas candidaturas mais visadas. Em Várzea Grande o eleitor quebrou o paradigma e, inesperadamente, elegeu alguém fora do círculo tradicional
Jornalista Onofre Ribeiro
Mas gostei imensamente da renovação na Câmara de Vereadores de Cuiabá: 72%. Nunca antes na Câmara houve tanta renovação. Depois de farras das gestões e de uma sucessão interminável de falcatruas e de escândalos, silenciosamente, o eleitor deu um troco infalível: mandou a galera pra casa! Houve uma ou duas reeleições de “pés sujos”, mas eles sabem que estão com a cabeça na guilhotinaPerguntaria o leitor: o que fez errarem feio os marqueteiros, os institutos de pesquisa, candidatos e cabos eleitorais? Só tem uma explicação, além do já tradicional e conhecido desgaste da política: dificuldade de comunicação com a sociedade! Esses agentes citados, já não sabem mais falar com a sociedade nova que emerge no Brasil. Quem é ela? Ela é a geração pós-internet, pós-celular, pós-computador, pós-redes sociais, pós-ascensão social. Dos 368 mil eleitores de Cuiabá, se seguirmos o cálculo de que hoje 54% da população são compostos por pessoas da recente Classe C, que ganham entre R$ 1.164 e 4.591 (segundo a Fundação Getúlio Vargas), o eleitorado da capital seria de 298 mil da Classe C. Mais da metade da Classe C, pela primeira vez, votou nesta eleição para prefeito, preocupado com a vivência em sua rua, bairro, cidade. É gente com profundas aspirações de futuro, que recém saiu do anonimato e da pobreza das classes D e E. Gente profundamente ambiciosa e preocupada com o seu futuro pessoal e familiar. Gente solidária, gente de bairro mais modesto que pensa longe e jamais imaginaria regredir. E o que foi que os candidatos, orientados por marqueteiros desavisados e pesquisados por institutos autoritários com velhas técnicas lhes ofereceram na direção do futuro? Nada. Só o velho discurso do “eu prometo”. A essência da eleição está se resumindo numa coisa fundamental: a linguagem usada para falar com essa sociedade plugada nas redes sociais e na comunicação digital. Embora ela não seja uniforme, a comunicação se dá em rede, porque sempre haverá alguém informado comunicando posições desse desconhecido inconsciente coletivo. Não vimos isso na eleição do primeiro turno. Eleitor não quer obra apenas. Quer visibilidade como gente. Só isso! O segundo turno oferece essa chance aos candidatos, para que tenham legitimidade de conversar com a sociedade futuramente, se eleitos! Onofre Ribeiro é jornalista em Mato Grosso. (1) A palavra jornalista nos conecta com fatos a seguir:
Brasil deve defender a liberdade de imprensa, proteger jornalistas e ignorar ideologias
Em 15.10.2012, o diretor para a América da organização Human Rights Watch, José Miguel Vivanco, alertou o Brasil, durante a 68ª Assembleia da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), sobre o perigo do silêncio em relação aos abusos cometidos contra a imprensa no continente.
"O Brasil não pode ficar em silêncio diante de ameaças à liberdade de expressão"
Na avaliação dele, a América Latina vive um "período crítico e delicado para as liberdades dos povos e os direitos humanos". A assembleia que começou na sexta-feira e vai até amanhã, em São Paulo, reúne aproximadamente 600 jornalistas e empresários de comunicação de mais de 30 países para debater os problemas da profissão. Coleman pediu aos governos do continente que garantam a proteção dos jornalistas sem importar sua orientação política. "Os governos de direita, de esquerda e de centro devem proteger aos jornalistas, inclusive os que discordam" de sua política, disse Coleman em São Paulo durante o ato oficial de inauguração da 68ª Assembleia Geral da SIP. Segundo Coleman, do jornal "The Washington Post", em alguns lugares do continente "a liberdade de imprensa é desafiada por governos e pela criminalidade", por isso defendeu que os meios de comunicação denunciem "os que querem oprimi-los". Coleman disse que em países como Equador, Argentina, Venezuela e México a liberdade de imprensa está ameaçada por fatores políticos ou pela criminalidade, que fazem com que a profissão de jornalista possa ser considerada perigosa. A assembleia da SIP, inaugurada hoje após três dias de reuniões preliminares sobre o futuro do jornalismo e a liberdade de expressão no continente, será concluída amanhã. Participaram do ato inaugural o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da cidade, Gilberto Kassab. EFE (2 e 3) Diante deste cenário notamos a ...
Rede Globo Indecisa tem Vacina na Mão.
Bem! Não é vacina da gripe H1N1, é a da Síndrome de Estocolmo. Esta S/A da comunicação global precisa definir-se de qual lado pretende ficar, do povo consciente ou dos desinformados indiferentes, do lado do estado Frankenstein perfeitamente diagnosticado ou da sociedade visionária unida. Pois, vejam só o que está acontecendo, segundo os mais recentes e-mails que recebemos! 
O monstro Frankenstein pressiona a Globo a cancelar entrevista já programada com Marcos Valério, mas a emissora reluta em vergar-se à ordem.  Será que estamos assistindo ao início da reação cívico-militar que dará fim definitivo à bandidagem que tomou o País de assalto? Queira Deus que sim, porque já não é sem tempo, e a paciência com tanta patifaria esgotou. E nesse clima de pressão e censura velada, os companheiros de Frankenstein forçam mudança no comando da Rede Globo. O executivo Octávio Florisbal será substituído da Direção-Geral da Rede Globo porque cansou de suportar as pressões diretas e indiretas do governo, sempre que o jornalismo da emissora detonava matérias negativas contra os esquemas petralhas e de seus aliados. Alegando que a maior rede de televisão do País não pode aceitar se submeter à censura, Florisbal pediu aos irmãos Roberto Irineu e João Roberto Marinho para sair do cargo que será ocupado por alguém com sangue mais frio para suportar tentativas constantes de ingerências políticas: o jornalista Carlos Henrique Schroder – atual diretor-geral de Jornalismo e Esportes. A versão de que a família Marinho preferiu se blindar contra as armações político-econômicas dos petralhas no poder vazou entre conversas de lobistas que trabalham para importantes afiliadas da Rede Globo. Os irmãos Marinho aceitaram a troca de Florisbal por Schroder porque as pressões sobre a Globo aumentaram, de forma insuportável, depois que o julgamento do Mensalão no STF ganhou os impensáveis desfechos de condenação para os principais réus políticos. Dirigentes globais foram “desaconselhados” por “emissários do governo” a não tentarem uma entrevista exclusiva com o publicitário Marcos Valério. Muito menos a Globo deveria cogitar de comprar e veicular o conteúdo das tais quatro bombásticas fitas que Valério teria mandado um famoso cineasta gravar e editar para comprometer o ex-presidente Lula da Silva e a cúpula do PT com os mafiosos esquemas do Mensalão. O comando das Orgnizações Globo preferiu acreditar nas ameaças e anunciou, depressa, a programada e futura substituição de Florisbal por Schroder. O ex-diretor-geral – que cansou de sofrer pressões – acabou “promovido” para um cargo no novo conselho da emissora, cujos sócios são os herdeiros do falecido Roberto Marinho. Bronca maior, além de neutralizar a televisão Globo, a máquina de censura petralha gostaria muito de atingir três jornalistas que operam a contra-ofensiva da família Marinho no jornal O Globo. Merval Pereira, Ricardo Noblat e Miriam Leitão – que publicam artigos mais contundentes contra os esquemas mafiosos no governo federal – são os alvos preferenciais da petralhada. Se a pressão sobre os controladores da Globo aumentar e se tornar insuportável, pode sobrar alguma malvadeza contra um dos três. Fonte jornalismo independente (4 e 5). 
Megamente Caça Bode Expiatório 
O leitor pode perguntar por que associamos história deste desenho animado ao cenário político que estamos passando. Se vocês observarem bem, basta partirmos da presença física do mestre Jesus aqui na Terra. Era e continua sendo uma referência de conduta a ser seguida. Morreu pregado na cruz para que ninguém seguisse seus passos, só uma megamente contrariada e psicopata poderia criar conspiração após outra e envolver vítimas, tais como, Kennedy, Luther King, Mahatma Gandhi, Getúlio Vargas, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, etc. Quando não mata, procura desacreditá-los perante a opinião pública, tais como Julian Assange do WikiLeaks e Fábio Coelho da Google. Portanto, a perseguição a jornalistas denunciadores é plausível. Acontece que, Megamente só pode prosperar com seu reinado anticristão, se os governos das nações forem corruptos, covardes e, sobretudo ateus, porque sendo ateus não vão acreditar num poder oculto e nem associarão fatos correlatos, optarão pela casualidade e desvinculação dos mesmos.
Quem conhece Megamente sabe que é um criador de mitos virtuais ou de carne e osso. Ao transformar um ser humano em mito zela por ele protegendo-o e blindando-o, nem que para isso tenha de criar fatos caluniosos contra o mito e depois reverter a seu favor. Vejam só este exemplo! Quando se caça uma presa, prepara-se uma isca. Megamente teria a colaboração sutil do Dr. Yahoo com seu eficiente filtro de e-mails e incansável solicitador de nossos dados pessoais.
Circulou na mídia apócrifa por e-mails e publicado em alguns blogs, que Lula tinha saído na Revista Forbes como 15º bilionário. Esta notícia foi plantada logo depois de sabermos que o Ministro Joaquim Barbosa tinha recebido proteção da Alta Cúpula do Exército. Nosso e-mail devolvido ao remetente informando que iríamos analisar o caso foi interceptado por Dr. Yahoo que demorou uma eternidade processando-o. Ao rastrearmos a notícia da Forbes sobre Lula, observamos comentários em blogs de que estavam procurando a fonte original desta calúnia. Ou seja, queriam um BODE EXPIATÓRIO. Perguntamos ao remetente da notícia, qual foi o número da edição, da página da revista, se existia um vídeo comprobatório mostrando as páginas da reportagem. A resposta foi: “isto ai é um mistério”. Claro! Não existe mistério, só pode ser coisa de Megamente e seus seguidores. Ora! Se o defensor da Nova Ordem Mundial aparece na Forbes como bilionário, sua fortuna corresponderia ao que declarou no Imposto de Renda? Apesar de ter sido divulgado estrategicamente que estava ganhando muito dinheiro com palestras e conferências. Se assim o fizessem, estariam entregando Lula ao Leão do Imposto de Renda do próprio governo PT. É claro que não fariam tal bobagem. E tanto era uma isca que Yahoo! Brasil FINANÇAS publicou em 04.10.2012 matéria esclarecedora com o título Lista FORBES Brasil mostra os 74 bilionários brasileiros (6) e não consta presença do mitológico Lula. 
Megamentira para os Distraídos Acreditarem
E já que falamos em cruz, ficou esclarecida a retirada do crucifixo do gabinete da presidente. Em sua primeira semana, Dilma Rousseff fez mudanças em seu gabinete. Substituiu um computador por um laptop e retirou a Bíblia da mesa e o crucifixo da parede. Segundo Helena Chagas, a presidenta não tirou o crucifixo da parede de seu gabinete. A peça é do ex-presidente Lula e foi na mudança. ... Lula ganhou de um amigo no início do governo, é de origem portuguesa. Quanto a bíblia, está na sala contígua, em cima de uma mesa...  No entanto, a imagem abaixo revela uma outra história. Confira! 
A ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social, através de seu twitter, contradisse a informação divulgada pela Folha. Se o crucifixo era presente recebido por Lula, como o objeto poderia estar presente nesta foto de Itamar à esquerda, tirada no gabinete presidencial há dezoito anos atrás? À direita, o mesmo ambiente na gestão Lula. (7) Dissemos que a sociedade está esclarecida e unindo-se, onde a percepção de uma governança alicerçada na mentira, na destruição do conceito milenar da Família e corrupção generalizada, desencadeou discursos semelhantes e insatisfação nas Forças Armadas, comunidades religiosas, deixou a poderosa Globo vacilante, a grande mídia impressa antenada (Revista Veja), só falta acordar a turma do futebol. Divulgamos esclarecedores vídeos com o visionário padre Paulo Ricardo, outro do Deputado Jair Bolsonaro (político patriota) (8) e agora, chegou à vez do eloqüente, verdadeiro, corajoso, cauteloso e patriota Pastor Evangélico.
Silas Malafaia: Rebate Fernando Haddad
Disponibilizado no YouTube em 14.10.2012 por Marlon Barcelos. Aqui no Nordeste, a cidade do Recife conseguiu libertar-se do longo domínio PT (14 anos), agora só falta São Paulo. O pastor Malafaia diz o óbvio: é preciso, sim, combater a homofobia nas escolas — aliás, é preciso combater todas as formas de preconceito, inclusive, digo eu, aquele que existe contra os alunos inteligentes e estudiosos. Mas era isso o que fazia o kit gay? Não! Aquilo caracterizava, de fato, apologia de uma prática sexual, dirigida a crianças e adolescentes. O material foi produzido por ativistas, não por educadores. A grande imprensa, como vocês viram, sempre se negou a ler o que está escrito lá e a prestar atenção aos textos dos filmes. Finge, em razão de seu engajamento, que todos os críticos daquele lixo educacional são homofóbicos, o que é uma piada. Em 2010, essa mesma imprensa e esse mesmo PT impuseram censura a um setor da Igreja Católica, que foi perseguido pela Polícia Federal porque tentou, vejam que grande crime!, recomendar aos católicos que não votassem em candidatos favoráveis ao aborto. Para escândalo da verdade e dos fatos, a opinião de Dilma, favorável à LEGALIZAÇÃO do aborto, foi tratada por certo jornalismo como mero boato. Até hoje, há delinquentes que sustentam que tudo não passou de uma invenção do PSDB, de uma “agressão” de… Serra! Eleita presidente, Dilma escolheu para ministra das mulheres uma senhora que confessou ter sido aborteira e que militava numa ONG que defendia que as grávidas aprendessem, elas mesmas, a fazer o próprio aborto. Como se a eliminação do feto se confundisse com a higiene íntima. Malafaia não tem nada a aprender com certo jornalismo em matéria de liberdade de expressão, mas esse jornalismo tem o que aprender com Malafaia. Ou alguém tente me provar que estou errado segundo a Constituição da República Federativa do Brasil. Por Reinaldo Azevedo - Veja.com. (9) Pedimos ao cabisbaixo Estado Frankenstein que, abandone Megamente, trate logo de proteger nossas crianças, evitando passarem por constrangimentos da natureza abaixo, como se fosse normal esta apologia à indústria pornográfica. Ao invés de se preocuparem com bodes expiatórios.
Crianças induzidas a perguntar sobre Pornografia
Disponibilizado em 22/08/2012 por Marcio Andre Santanna. Vamos repudiar qualquer exposição de crianças a esse tipo de situação. Cadê o Ministério Público? Crianças são induzidas a fazer perguntas de cunho sexual a um ator pornô, o Alexandre Frota. Em umas das perguntas, a criança pede que o ator explique a diferença entre um ator "comum" e um ator pornô.
@@@@@@
Educação infantil deve ser dessa natureza, cultivando e preservando esta mesma natureza. Confira com a “Licionista” (Nutricionista)!
video
Fontes:
(2)http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI6228880-EI306,00-SIP+Brasil+deve+romper+silencio+pela+liberdade+de+imprensa+no+continente.html
(3)http://br.noticias.yahoo.com/sip-pede-governos-protejam-jornalistas-se-importar-ideologias-172608932.html
(4)www.alertatotal.net
(5)www.fiquealerta.net
Eu sou Arcturiano, na Paz e Alegria a serviço do Criador




Nenhum comentário:

Postar um comentário